4 de jan de 2012

DICA CULTURAL: MUSEU- JOIAS DOS SÉCULOS 18 e 19

Meninas se tem algo que adoro fazer é visitar museus, tenho uma dica ótima de um lá na Bahia, caso sua rota de férias passe por lá vale a pena conferir.

O Museu Carlos Costa Pinto tem o maior acervo de jóias de escravas negras libertas do mundo, jóias preciosas, que carregam com elas um valor histórico sentimental enorme, são balangandãs, pulseiras e colares que as escravas recebiam em troca de serviços prestados, em sua maioria joias em ouro-belissimas!

Pulseiras crioula de placas de ouro com cilindro em coral e pedra. Bahia, século 19.

Corrente crioula em ouro com figa, século 19.

Corrente crioula em ouro, com pomba e roseta, século 19.

Penca de balangandãs em prata, século 18 (os balangandãs eram usadas pelas escravas libertas geralmente amarrado à cintura como forma de agradecimento ou pedido, e cada um dos elementos pendurados tinham um significado, um sentido próprio.)

São ou não são maravilhosas?!!!- Usaria todas facilmente! (risos)

Jóias crioula feitas em ouro, séculos 18 e 19.

Fotos: Reprodução, Fonte: www.modaspot.com


SERVIÇO: Museu Carlos Costa Pinto, Av. Sete de Setembro, 2490, Vitoria, Salvador

Funcionamento: Segunda a Sábado, exceto às Terças.

Horário: 14:30 às 18 hrs Entrada: R$ 8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário